DECORA INTERI DICA DO MÊS

Materiais e Acabamentos 1: Rejunte

Vamos iniciar uma série de posts que trarão dicas para construir ou reformar.  Muitos fatores influenciam na hora de construir ou...

Estilos de decoração


Hoje falaremos sobre os diversos estilos de decoração
Qual é o seu ????
  
Contemporâneo: Suas formas são marcadas por linhas retas, cores neutras e muitas vezes de madeira natural. Na integração dos espaços, este estilo procura aderir o máximo de conforto ao ambiente, sempre mantendo um conceito simples e clean. Os mais modernos agregam detalhes em cores fortes que retratam a cara do século 21.






Vintage: Surgiu na década de 40 e sempre foi marcado por elementos-chave sem seguir uma regra exata na decoração. Destacam-se objetos retro como bicicletas, gaiolas, xícaras, relógios e quadros com personagens que marcaram a história. Esse estilo demonstra muita personalidade na combinação de estilos variados. 


Rústico: Este é marcado por móveis em madeira, objetos que lembram a natureza e também por elementos naturais. As cores naturais como marrom e verde são as mais comuns.




Romântico: É o preferido de muitas mulheres. A feminilidade é a principal característica que é retratada, principalmente nas estampas dos objetos. O elemento mais comum são as flores que estão por toda parte nos ambientes românticos. A delicadeza nesse estilo está sempre presente, seja em tons pastel, lustres delicados ou nos detalhes.




Clássico: Ambientes normalmente formados por móveis herdados de família. Seu destaque é nas peças volumosas e ambientes carregados. Sua característica mais marcante é a riqueza nos detalhes. Os móveis e objetos de decoração normalmente seguem formas arredondadas e profundas.




Temáticos: Ambientes que aderem à decoração de outras culturas. Entre os mais comuns estão o Oriental, marcado pelas cores preto, vermelho e detalhes dourados, o Tropical, que insere no ambiente elementos da natureza e cores vivas, e o Náutico (ou Navy), que contempla a harmonia das cores, azul, branca e detalhes em vermelho, além dos elementos que lembram navios e o mar.



Provençal:  o Estilo Provençal utiliza tons pálidos, madeira, pátina e estampas delicadas. À primeira vista ele parece feminino, mas depois é possível perceber que combina com todos os gostos, inclusive para os homens, onde vale apostar no rústico, tecidos de linho e tons de azul e mais terrosos.

O estilo surgiu de uma necessidade, pois os luxuosos móveis franceses dos séculos XVI e XVII que pertenciam apenas às famílias reais começaram a ser copiados pela população francesa. Esta, sem condições de manter o luxo da decoração, criou uma maneira criativa de se aproximar daqueles ambientes. Uma curiosidade é que, antigamente, os artesãos, para esconder os defeitos da madeira mais inferior, inventaram uma mistura à base de gesso e cola, chamada gessocré. Essa mistura disfarçava os defeitos da madeira, porém, com o tempo, a pátina se desgastava e o móvel adquiria uma aparência envelhecida, que criou o estilo provençal. Com o tempo, esse novo estilo ganhou status e virou sinônimo de elegância, pois é indicado o uso de mobiliário antigo, com aplique de pátina ou outras técnicas.

Na decoração, o estilo provençal tem uma aparência nostálgica, aconchegante,  o neoclássico francês, com curvas sinuosas, tampos fresados, entalhes em forma de arabesco, volutas e conchas, além da pintura desgastada e o uso de tecidos florais são alguns dos detalhes do repertório provençal. "Esse estilo está em alta e traz para a decoração um conceito de resgatar o antigo, oferecendo ao mesmo tempo sofisticação"



Minimalista: Para a decoração de interiores, o estilo minimalista é muito interessante, devido ao uso de poucos móveis e pouquíssimas peças; às vezes, nenhuma. Por serem poucos os móveis devem der muito bons para poder causar excelente impressão. A principal cor é o branco ou preto. A decoração minimalista se preocupa em ocupar o mínimo possível um espaço, seja com objetos ou cores.


Clean: O estilo de decoração clean se caracteriza pela distribuição de poucos elementos num espaço claro, neutro e com bastante luminosidade. A ideia é que a ausência de objetos é, por si mesma, funcional e confortável. “Quanto menos informação, maior a amplitude”,utilizam-se superfícies lisas e cores neutras; o objetivo é que os elementos se fundam, dando ideia de amplitude. Em ambientes grandes, esse conceito pode se refletir em aberturas extensas, como um pé-direito duplo ou uma parede de madeira vazada, que integra cômodos e aumenta ainda mais a sensação de unidade. Para aqueles que dispõem de salas pequenas, a recomendação é evitar muitos móveis e itens de decoração, e preferir peças de materiais leves, como vidro.

MAIS VISITADAS !!