BEM-VINDOS AO BLOG, VISITEM TAMBÉM AS MÍDIAS SOCIAIS DECORA INTERI

Casas de praia: manutenção


Nada mais relaxante como manter contato direto com a natureza: sol, mar, brisa.....


Casa de praia é  um verdadeiro paraíso que as pessoas até perdem a noção de tempo!  

Vamos ver algumas "diquinhas" para mantê-las sempre bem conservadas e aconchegantes.

1) Instalações elétricas: sempre de acordo com a ABNT, devem estar em locais de pouca umidade e sem exposição à maresia diretamente. Limpar terminais e encaixes de conexão elétrica periodicamente, evitando que se oxidem;



2) Invista em pintura da faxada à cada cinco anos, devido à umidade e maresia e se possível lavagem a cada três anos;

3) Mantenha os portões sempre pintados para evitar oxidação com tintas especiais contra mofo e maresia;


4) Evitar fissuras no concreto que facilite a entrada de maresia nas ferragens, oxidando-as;

5) Madeiras mais resistentes  indicadas: maçaranduba, cumaru, jatobá( estruturas em geral), peroba-rosa ( telhados), cedro( forro e lambris). Utilize nas madeiras verniz naval uma vez por ano;


6) Pisos: de cerâmica, porém evite os escorregadios, placas cimentícias, pedras . Estas sofreram enorme evolução tecnológica e hoje surgem com dimensões generosas, espessura slim e acabamentos diferenciados como linho ou madeira, utilize aqueles com tons “manchados”, que disfarçam a presença constante de maresia e areia. ;

7) Para as esquadrias utilize PVC ou alumínio, dê preferência às esquadrias quase totalmente de vidro. Se for uma área com muita chuva e vento aí estruture em alumínio (com pintura eletrostática branca), pois vedará melhor. 
Já as lindas esquadrias de madeira, terão que ser (re)envernizadas a cada 3 a 5 anos com verniz naval. Bons vernizes protegem da chuva por décadas, mas não do sol;

8) Para um ambiente saudável e livre de fungos mantenha a casa sempre bem arejada e aberta para uma ventilação constante para almofadas etc;


9) Iluminação e ventilação: A casa deve possuir amplos vãos de esquadrias para maior captação da luz natural e, de preferência, ventilação cruzada - onde apenas ventiladores de teto possam solucionar o calor na maior parte do tempo. Portas de correr com peitoril de vidro (no segundo pavimento) são preferíveis às janelas, se existir uma bela vista indevassável. Permita que o forro acompanhe o pé-direito para melhorar a aeração, evitando a laje plana. Opte por cores claras que reflitam a luz. Se a casa não tiver um caseiro que possa abrir as janelas para arejá-la na ausência dos proprietários, o melhor seria que as esquadrias possuíssem no alto uma báscula permanente para aeração. Não se esqueça de prever ventilação nos armários (contra mofo). 



Closets são boas soluções (inclusive para rouparia, louças, despensa) por possuírem um espaço interno mais amplo e apenas uma porta, que pode ser desenhada com réguas vazadas;



10)Mobiliário: O melhor seria já adquirir móveis práticos – nada de ferro, cromados, tecidos que não sejam impermeáveis. Atualmente existe uma vasta linha, sem brilho, difícil de distinguir dos demais, inclusive courinos substituindo couros. O mesmo acontece com o mobiliário de fibra sintética, hoje uma realidade híbrida nos interiores, com belo design;




Uma vez que a casa de praia costuma receber muitas visitas e estar sempre cheia, decore com móveis leves e de fácil manutenção e limpeza. Poucos móveis que deixem o espaço respirar é essencial. Um bom truque para casas pequenas é embutir pufes sob mesas de centro, bancadas ou estantes e na hora das visitas, espalhar. (Outras idéias para pequenas residências vocês encontram em Móveis compactos e multifuncionais) 

A mesa de refeições externa pode ter base de concreto para não voar. Já as cadeiras devem ser leves em plástico, empilháveis, numa gama de cores opacas ou translúcidas; 



11)Manutenção: o projeto da casa já deve ser pensado para não exigir muita manutenção (como medicina preventiva): amplos beirais para proteger paredes externas da chuva ou do sol; execute um embasamento de cimento ou pedras para que a chuva não respingue na parede; cerâmicas são revestimentos de fácil manutenção, mas não as utilize com muito polimento para não escorregar e você ter que entrar em manutenção. 

Colocar uma ducha externa para retirar areia do corpo antes de entrar em casa é indispensável para a limpeza;

12) Praticidade: posicionar a cozinha com interligação para uma grande mesa de refeições, e, se possível, também para uma área externa com entrada independente da casa será muito útil, pois o vai e vem de pessoas atrás de uma água, birita ou pastelzinho é ainda maior neste tipo de residência;



13) Projetar varandas generosas com redes, decks com ombrelones ou ainda pérgula com mesa para refeições externas é indispensável. As plantas ao redor dão aconchego e amenizam o calor. Mas lembre-se que devem que ser muito resistentes ao sol e não necessitarem de tanta água (principalmente se não existir um caseiro que mantenha a rega diária);



14) Tintas: as tintas acrílicas aplicadas em paredes externas em regiões litorâneas duram cerca de três anos. Apropriado seria o uso de tintas emborrachadas e elásticas, com base elastomérica, que são específicas para ambientes externos e, no litoral, têm durabilidade de cinco anos. Para espaços internos, você pode investir em acrílicas semibrilho, que amenizam visualmente a ação da maresia e têm boa resistência. O tecnocimento também é adequado para paredes internas;


Pesquisa: revista construir mais por menos, fórum da construção.com.br