BEM-VINDOS AO BLOG, VISITEM TAMBÉM AS MÍDIAS SOCIAIS DECORA INTERI

Samambaias: de volta e com muito estilo


Durante a  década de 70, as samambaias de metro eram quase uma unanimidade em questão de paisagismo. por ter um rápido crescimento e fácil manutenção. 

Observe sua planta regularmente para verificar se seu desenvolvimento está indo bem e se não há indícios de pragas ou doenças, limpeza e catação manual de pragas como lagartas e pulgões são combates naturais e eficazes.


Conferem  suntuoso volume às composições, transformam qualquer canto em um verdadeira "floresta" devido à formação de belas touceiras.Sustentável, seu uso ecológico, descarta a necessidade do xaxim.


 As samambaias são plantas herbáceas, rizomatosas , ou seja, têm caules em forma de raiz, frequentemente subterrâneos], com folhas alongadas, subdividas em folíolos [pequenas folhas] que podem ser lisos ou rendados. 



De coloração verde com tonalidades diversas, normalmente formam touceiras volumosas, em tamanhos variados, para todos os gostos e ambientes. Porém não gostam nem de sol forte, nem de ventos.





 As espécies mais comuns são:  renda portuguesa, a paulistinha, a avenca, o asplênio, a angiopteris e a cyathea. Para o plantio de qualquer espécie, use sempre um solo rico em matéria orgânica ou substratos como terras preparadas, comercializadas até em supermercados. 

Sempre é aconselhável fazer uma poda de limpeza, retirando apenas as folhas amareladas ou secas. Para a planta crescer mais forte, realize a poda radical no inverno, podando bastante as folhas. Na primavera crescerá lindamente. A rega deve ser abundante, mas não encharcar e no verão borrifar água na folhas também. Adubar sempre com adubo nitrogenado.


O xaxim ou samambaiaçu, está ameaçado de extinção e deve ser substituído pela fibra de coco em lindos vasos, encontrados em shoppings gardens.

Agora, depois de aprendermos a cultivá-las, vamos a algumas dicas para o paisagismo com essas belas, rústicas e imponentes plantas.




Para valorizar seu comprimento volumoso, mantenha-as em suportes com correntes fixados por ganchos, em varandas ou árvores, já bem conhecidos por nossas mães e avós. 

Jardins verticais externos ou internos são uma opção moderna e criativa. para livings, terraços, varandas etc. Cuidado apenas para não encharcar o substrato, atente-se para a irrigação dos jardins verticais.









Os quadros vivos também são uma maneira diferente de fazer uso da espécie conhecida como renda francesa (asplênio). Em áreas internas ou externas.
Em diversos tamanhos e formas, em muros para complementar o paisagismo e também você poderá combiná-los com vasos decorativos, com renda portuguesa ou avencas que também ganham muito volume destacando-se no ambiente.












Para ambientes internos, estantes, nichos, divisórias e tudo que sua criatividade permitir !!