BEM-VINDOS AO BLOG, VISITEM TAMBÉM AS MÍDIAS SOCIAIS DECORA INTERI

Conforto Térmico


Conforto térmico

 


As pessoas estão dada vez mais exigentes com o seu conforto e conscientes com as questões de sustentabilidade e consumo de energia elétrica.

Os dias parecem estar cada vez mais quentes, no verão, o conforto térmico se torna um importante aliado e de vital importância para a saúde das pessoas.

Cada casa ou apartamento tem sua peculiaridade, por exemplo: A fachada norte recebe sol durante todo o dia, no verão se torna muito quente, a fachada leste recebe o sol da manhã e a oeste recebe o sol da tarde, a fachada sul é menos ensolarada durante boa parte do ano e no inverno tende a ficar mais fresca no verão.

O correto é equilibrarmos essas peculiaridades de acordo com cada situação, mesmo porque o sol vai mudando sua posição durante as estações do ano e agora, até o final do verão os dias são mais longos e mais quentes. O sol bate em maior proporção nos cômodos e está mais quente também.

Algumas dicas sâo:

A cobertura das casas estão sujeitas a grande radiação solar durante todo o dia, uma boa solução é um jardim sobre a laje, feita a devida impermeabilização .

Os espelhos d´água são maravilhosos e o calor evapora a água dando uma sensação de frescor;

Jardins verticais dentro de casa trazem uma sensação de frescor desde que sejam de um tamanho razoável, por exemplo, ocupando toda uma parede lateral, não vale somente os vasinhos nas treliças, estes teriam apenas um apelo paisagístico. O que muita gente nem imagina, é que dentro dos ambientes a poluição é até dez vezes maior do que lá fora. Existem inúmeros gases tóxicos, eles saem o tempo todo da tinta das paredes, do plástico do computador, do verniz da madeira, do corante das roupas. As plantas podem absorver esses gases.

Na hora de construir ou reformar lembre-se que os blocos e telhas cerâmicas e tijolos maciços são materiais que seguram o calor. Paredes mais espessas e pintadas com cores claras são também boas soluções. Caso utilize telhas metálicas opte por um isolante térmico entre estas, como um sanduíche. Ou argila expandida sobre a laje.

Outra proposta são os telhados verdes, green roofs - também conhecidos como telhados vivos - podem ajudar a controlar o efeito estufa, melhorar a qualidade do ar por meio da fotossíntese, reduzir o escoamento de águas pluviais para as vias públicas e atenuar efeitos dos bolsões de calor das metrópoles. a utilização em larga escala dos telhados verdes poderia reduzir 1oC ou 2oC a temperatura nas grandes cidades, a redução da temperatura da superfície das lajes após a instalação das coberturas diminui cerca de 15°C, o que influencia na sensação de conforto térmico dos ambientes. A diferença também é sentida no consumo de energia elétrica. Segundo o arquiteto alemão Jörg Spangenberg.